Tuesday, September 22, 2020
Notícias de Caruaru e Região


A CULINÁRIA NORDESTINA FOI BUSCAR NO PARANÁ O BARREADO – O PRATO TÍPICO DO PARANÁ, SÍMBOLO DE FARTURA FESTA E ALEGRIA.

É uma receita simples e ao mesmo tempo exótica, que surgiu entre os caboclos das encostas da Serra do Mar,…

By ADMIN , in Sem categoria , at 12 de janeiro de 2019

É uma receita simples e ao mesmo tempo exótica, que surgiu entre os caboclos das encostas da Serra do Mar, no litoral do Paraná, ainda no período colonial, e, com o tempo, acabou associado às festas que antecediam a quaresma (o período do nosso atual carnaval). As características da receita tornaram o prato ideal para ocasião – três dias em que as pessoas não faziam outra coisa senão dançar o fandango e comer, e não queriam se preocupar com a cozinha: demandava poucos ingredientes, sendo relativamente barato; era fácil de ser feito e podia ser preparado com antecedência; conservava-se por um bom período de tempo e, mesmo requentado, não perdia o sabor original. Além disso, por tratar-se de uma receita altamente calórica, o Barreado era, também, ideal para dar energia aos foliões. Diz a lenda que os caboclos dançavam dia e noite durante toda a festa sem se deixar abater pelo cansaço. Quando não aguentavam mais, comiam Barreado acompanhado de farinha de mandioca seca e voltavam à farra ainda mais animados. A bebida pouco fazia efeito frente à energia que obtinham quando se alimentavam de Barreado.
Texto de Virgínia Brandão – internet.
 
 INGREDIENTES

  • 2, 5 k de coxão mole
  • 300 g de bacon em cubos
  • 2 cebolas grandes, picadas
  • 5 dentes de alho, picados
  • 10 g de cominho em pó
  • 3 folhas de louro
  • Sal e pimenta do reino, a gosto
  • 200 ml de vinagre de vinho
  • 4 colheres de sopa de óleo de milho
  • 2 litro de água fervente

 MODO DE PREPARO

  1. Cortar a carne em cubos de 2 cm.
  2. Em uma vasilha plástica, juntar a carne, o bacon, as cebolas, os dentes de alho, o cominho, o vinagre, o sal e a pimenta do reino.
  3. Misturar tudo muito bem e deixar descansando por uma hora.
  4. Adicionar o óleo de milho em uma panela de barro (de 5 litro), untando-a por dentro e levar ao fogo brando.
  5. Quando o óleo estiver bem quente, acrescentar a carne temperada, mexer bem com uma colher de pau durante cinco minutos.
  6. Acrescentar a água fervente.
  7. Tampar a panela e barrear a tampa com pirão de farinha de mandioca;
  8. Deixar cozinhando por cinco horas.
  9. Após, abrir a panela e verificar o nível da água (2 cm acima da carne) e o sal, se necessário, completar.
  10. Acrescentar as folhas de louro.
  11. Tampar e barrear novamente a panela e deixar cozinhando por mais quatro horas.
  12. Levar a panela, com cuidado à mesa, servir em prato fundo, acompanhado de farinha de mandioca crua e banana prata.
  13. Para esta receita ser servida no almoço eu começo o primeiro cozimento às 19:00h horas e desligo o fogo às 24: 00 h.
  14. Na manhã seguinte, às 08: 00 horas, após verificar o nível da água e o sal, tampo e barreio novamente a panela, religo o fogo e deixo cozinhando até às 12:00 horas.

Pesquisas na íntegra:
https://www.tudogostoso.com.br/receita/21782-barreado.html
http://correiogourmand.com.br/info_01_cultura_gastronomica_01_21.htm
INFORMAÇÕES ADICIONAIS

  • O Barreado é um prato típico do litoral paranaense.
  • Pode-se acompanhar o prato uma cachaça de engenho;
  • Vai bem também com frutas, como banana, laranja, etc.
  • Sirva com arroz branco, farinha de mandioca e uma pimentinha para dar um sabor picante e estimulante

Givaldo Bado.

Compartilhar isso...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter